Conheça o papel dos drones na rotina da Indústria 4.0

Engenharia Civil, Georreferenciamento, Tecnologia

Veículos aéreos não tripulados ganham espaço especialmente nas áreas de inspeção e na captação e processamento de dados. drones na rotina da Indústria 4.0

O termo é relativamente novo – foi utilizado pela primeira vez em 2011 na Alemanha, na Feira de Hannover –, mas a o conceito de Indústria 4.0 tem sido bastante discutido e difundido e já é apontado por especialistas como a faísca que deu origem a um novo período de revolução industrial. Dentre as diversas mudanças na cadeia produtiva trazidas desde o início desse debate, o crescimento da utilização de drones nesse processo é o tema deste artigo. drones na rotina da Indústria 4.0

Contextualizando a Indústria 4.0

 A expressão Indústria 4.0 surgiu a partir de um conjunto de estratégias voltadas para a área da tecnologia desenvolvidas pelo governo alemão. De forma objetiva, ela propõe o uso de uma série de artifícios tecnológicos que, interagindo entre si, serão capazes de aumentar a eficiência e a competitividade durante os processos produtivos. drones na rotina da Indústria 4.0

Revolução. Indústria 4.0 promete transformar, através da tecnologia, processo de produção / Governo do Espírito Santo/Divulgação/Agência Brasil

Para que esse objetivo seja alcançado, três conceitos que são os pilares da Indústria 4.0 precisam ser entendidos. O primeiro deles é o de Internet of Thinks (Internet das coisas, em tradução livre), que pode ser explicada como a capacidade de objetos físicos produzirem ações coordenadas a partir de uma ligação à internet.

O segundo conceito é o de Cloud Computing, ou a Computação em Nuvem, quando os equipamentos coletam dados e os armazenam em uma nuvem, de onde eles podem ser acessados por outras máquinas.

Por fim, o Machine Learning (Aprendizado de Máquina) é um conceito criado para traduzir a capacidade de um equipamento aprender a desenvolver ações com base no que está armazenado em seu banco de dados. Nesse caso, ele não precisa ser programado previamente para realizar determinada ação. drones na rotina da Indústria 4.0

Os Vant´s como atores da Indústria 4.0

Diante da nova configuração que as indústrias tendem a assumir num futuro próximo, pensar em maneiras de efetivar e adequar esses conceitos ao dia a dia das fábricas se faz necessário. Assim, buscar métodos que tornem os processos menos complexos, mais seguros e menos onerosos se faz urgente.

É nesse cenário que a utilização de Veículos Aéreos Não Tripulados (Vant´s) vêm ganhando cada vez mais espaço e os do tipo industrial estão entre os destaques na Indústria 4.0. Produzidos geralmente com materiais como magnésio, ligas de titânio e fibra de carbono, eles apresentam como principais características a robustez, a maior potência e a eficácia. drones na rotina da Indústria 4.0

Devido à sua grande versatilidade, eles podem ser usados nas mais diversas áreas, desde o agronegócio até a indústria de energia, onde, como já dissemos aqui no blog, atuam na manutenção de redes de transmissão.

Nas empresas, a principal funcionalidade hoje está relacionada à realização de inspeções. Aqui cabe citar o exemplo da fábrica da Ford na Inglaterra, que já utiliza esses equipamentos para fazer a observação de máquinas e estruturas localizadas em pontos mais altos. Anteriormente esse tipo de serviço exigia toda uma programação e até a interrupção dos trabalhos, uma vez que era necessário montar grandes estruturas que permitissem o acesso dos funcionários a esses lugares.

A observação de locais de difícil e perigosos acesso, como caldeiras e chaminés, também já é uma realidade e faz com que os Vant´s tragam mais segurança para o dia a dia do trabalho.

O Futuro dos Vant´s

Desde o surgimento dos veículos aéreos não tripulados, na década de 1960, observa-se que eles vêm sendo constantemente aprimorados de forma a se adaptar às mais diversas tarefas para as quais têm sido designados. Mais recentemente, o início do processo de disseminação do conceito e a implementação da Indústria 4.0 têm forçado pesquisadores e fabricantes a desenvolverem equipamentos que atendam às reais necessidades exigidas pelas empresas. drones na rotina da Indústria 4.0

Um bom exemplo é o trabalho da empresa italiana Archon Technologies, que desenvolveu um produto que consiste em uma base de recarga de onde os Vant´s são enviados para fazer inspeções em áreas pré-definidas. A intenção é que esses robôs passem a operar de forma a não precisarem de nenhuma intervenção humana, utilizando apenas a inteligência artificial.

Presente. Empresa italiana desenvolveu uma base que envia drones para realizar inspeções  Reprodução/Asmag.com

O Machine Learning, aliás é a grande aposta para que num futuro próximo haja um boom de desenvolvimento e os veículos aéreos não tripulados possam, cada vez mais, operar sem a ajuda do homem.

Os Vant´s no agronegócio brasileiro

O agronegócio movimentou US$ 96 bilhões em exportações no Brasil em 2017, firmando-se como um dos pilares da nossa economia. É nessa área, aliás, que nota-se aqui e no mundo que a presença da Indústria 4.0 pode ser uma forma de tornar o processo de produção mais inteligente.

No campo a coleta e o processamento de dados feitos por Vant´s pode auxiliar em uma maior assertividade na hora de se planejar a irrigação, a distribuição de insumos e até mesmo de se controlar pragas. drones na rotina da Indústria 4.0

Aqui no Brasil, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) já vem desenvolvendo ações com os veículos aéreos não tripulados nos últimos anos. Em um deles, uma câmera termográfica embarcada em um Vant captura imagens das lavouras e a partir daí, usando a temperatura da copa das plantas, os pesquisadores conseguem identificar quais delas são mais resistentes a um tipo específico de estresse.

 

Análise. Imagens ajudam pesquisadores a determinar quais plantas são mais resistentesSamuel Vasconcelos/Portal Embrapa

Em outro projeto, desde 2016 a empresa vem desenvolvendo um sistema de bordo que permite a coleta, o processamento, a análise e a transmissão em tempo real das imagens das lavouras para o agricultor. drones na rotina da Indústria 4.0

Dessa forma, nota-se que a existência dos Vant´s como parte da cadeia produtiva das empresas e das lavouras é um forte indício de que as ações da Indústria 4.0 estão a cada dia mais próximas de nós.

error: Content is protected !!